"O amor é a força mais sutil do mundo." -- Mahatma Gandhi

sábado, 20 de dezembro de 2014




Uma xícara de lembranças

Eram seis,
das outras não sei,
só uma restou na casa de minha mãe.

- Posso levar para mim?
- É só uma xícara... Leve. 

Impregnada de boas lembranças
dos natais da minha infância,
muito mais que um objeto de vidro
é um tesouro único que guardo
com carinho e com cuidado,
para nunca faltar à menina, 
que ainda mora em mim,
aquele gosto "encantado"
 de tubaína borbulhante
servida na velha xícara
onde, "de volta" ao passado,
a menina que mora em mim
revive as boas lembranças,
diluindo a minha saudade
nos natais da "nossa" infância. 

                                   ~ Isabel Pakes



2 comentários:

  1. Bebel, me transportei para minha infância e na casa da minha vovó. Isso aconteceu comigo, exatamente dessa forma. Bela!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha amiga querida, que saudade de você! Bjos

      Excluir